Eternamente Amado

Padrão

Jorge Amado surgiu na minha vida na sétima série (atual oitava?), porque Capitães da Areia ia ser o tema da última avaliação na escola. Não sei até hoje o que me fez realmente ler esse livro, já que eu raramente lia nessa época. Porém quatro dias antes da prova encontrei um exemplar antigo na casa do meu avô e resolvi folhear o livro.

Quando fui para escola no dia do exame final eu já conhecia a história de cor, eu tinha virado as últimas noites debruçada nas páginas do livro, li a obra inteira duas vezes e ainda consegui voltar para poder apreciar de novo minhas partes favoritas. Foi meu primeiro dez (na vida).

Depois desse dia passei a me interessar mais pela aula de literatura, demorei um tempo para me acostumar com a idéia de realmente gostar dos livros. Por isso, tinha o péssimo hábito de dividir o número mínimo de páginas que eu precisaria ler por dia, a fim de manter a nota alta na matéria. Mas raramente eu seguia meus próprios cálculos, até porque números nunca foram meu forte, então, eu acabava lendo muito mais do que o julgado necessário e chegava ao fim da história semanas antes da data prevista.

Anos depois, já leitora assídua, Carlos Ruiz Zafón explicou com maestria em seu A Sombra do Vento o que a leitura de Capitães foi para mim:

“Certa ocasião ouvi um cliente habitual da livraria de meu pai comentar que poucas coisas marcam tanto um leitor como o primeiro livro que realmente abre caminho ao seu coração. As primeiras imagens, o eco dessas palavras que pensamos ter deixado para trás, nos acompanham por toda a vida e esculpem um palácio em nossa memória ao qual mais cedo ou mais tarde não importa o livro que leiamos, os mundos que descubramos, o quanto aprendemos ou nos esqueçamos, iremos retornar.”

Então quero saber qual foi o livro que abriu caminhos para os vossos corações?

Anúncios

»

  1. Oi Mariana, eu gosto de ler desde que me conheço por gente heheh Minha mãe é professora, por isso aprendi a ler mais cedo e sempre gostei de ter esse contato mais intimo com a literatura,sabe… Enfim, acho maravilhoso poder esta no meio dos livros. Adorei seu post.
    Beijos, Fer

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oiee ^^
    Acredita que eu nunca li nada do Jorge Amado? Mas “Capitães de areia” é um livro que eu tenho muita curiosidade de ler, e vou acabar lendo de qualquer forma, pois vai cair em vestibulares…hehe’ Acho que o livro que me fez gostar de ler foi “O homem que amava caixas”, quando estava na primeira ou segunda série *-* depois disso, não havia mais volta…haha’
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    Curtido por 1 pessoa

  3. Capitães de Areia está entre um dos melhores livros que eu li. Eu li há uns anos atrás por causa do cursinho e foi o meu primeiro contato com o autor. Eu amei tanto o livro que fiz minha mãe ler, ela amou tanto quanto eu. Eu adorei demais o seu post e essa citação me define também. Um livro que trata de um problema ignorado pela sociedade. Enfim, parabéns!

    Anelise Besson

    Curtir

  4. Olá linda,

    Achei na leitura meu meio de isolar-me das pessoas e fugir dos problemas.
    Leio desde a tenra infância e os livros que marcaram minha vida literário: O Pequeno Príncipe e Sherlock Holmes.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Oi *–*

    Comecei a ler desde de criança por intermédio da minha mãe, ela ia a biblioteca e fazia questão que levasse um livro pelo menos. Se amo a leitura é por causa dela. Nunca li nada do Jorge Amado nem mesmo na estória mas tenho vontade de conhecer algo dele.

    Bjos

    Curtido por 1 pessoa

  6. Capitães de Areia também fez parte da minha adolescência e em função da história forte, nunca esqueci do enredo. Depois vieram Sidney Sheldon e um milhão de romances de banca. Mais adulta, conheci John Boyne então, casei com todos os livros dele… rs Amei o post!!!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Olá, eu não conheço nada de Jorge Amado, posso até conhecer uma ou outra citação mas eu mesma nunca parei para ler nada dele. Mas muitas pessoas me recomendam e já estou pretendendo ler algo esse ano, só estou na dúvida dde por onde começar. O livro que me fez engraçar na vida literária foi O caso dos Dez Negrinhos (Agatha Christie)

    Curtido por 1 pessoa

  8. Oie!!!
    Tenho até vergonha de dizer que nunca li nada do autor, mas está nas metas da minha vida em kkk. Acho que os livros que marcaram minha vida no mundo literário foram antes de qualquer outro os contos de fadas, comecei a me interessar bem sedo por esse universo, depois na sétima série também li Frankenstein para aula de inglês, e apesar de ter ficado perdida em diversos momentos da história, me lembro de ter adorado a leitura. Porém foi com Crepúsculo em 2008 que meu vício realmente se concretizou, porque além de ter curtido a leitura, eu me identifiquei muitíssimo com o que estava lendo.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Juro que tentei ler esse livro, mais não consigo eu não sei se é pela a narrativa o enredo em sim, posso fazer um pedido ?, como vc disse que leu mais de uma vez e voltou para ler as parte que mais gostava gostaria que vc fizesse um quote dobre o livro me ajudaria muito a me interessar pela obra.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Oii!

    Meus professores nunca me obrigaram a ler nacionais, tive que ler alguns de filosofia que era um saco.
    Mas amava ler os textos dos livros escolares, ou revistas e afins. Para começar a ler meeeesmo foi a Meg Cabot, que sempre me inspirou e foi sempre muito leve. Então ela foi uma grande inspiração e incentivo.
    Gostei de te conhecer um pouco mais por esse texto!

    Beijinhos

    Curtido por 1 pessoa

  11. Oie Mariana, tudo bom??

    Adorei seu post!!!
    Eu comecei a ler na biblioteca da escola, não tinha muitos livros do gênero que lemos hoje em dia, não tinha essa febre de leitura, então eu comece com Sidney Sheldon, todos os livros são excelentes eu eu lia um atras do outro, depois passei para os livros das Brumas de Avalon… e depois veio a febre do HP, huhuhu, mas dai já estava viciada…

    BJoks

    Curtido por 1 pessoa

  12. OI! Passando só para falar que amei seu post!
    Desde pequena, lá no 1 ano,eu já devorava todos os textos do livro de português do colégio. Porém, acredito que acabei me tornando leitora por influência da minha mãe e graças ao Pequeno Príncipe, um livro que carrego no coração até hoje!

    Curtido por 1 pessoa

  13. Oi

    também li esse livro para a escola, lá pela 6ª ou 7ª série, não lembro exatamente agora, mas lembro que meio que me abalou na época, achei bem pesado! não que não tivesse gostado, eu gostei, mas o tema é bem complicado de lidar.

    tenho pena que hoje em dia essas leituras já não são mais obrigatórias!!!

    bjs

    Curtido por 1 pessoa

  14. OIiiie,

    Jorge Amado é uns melhores autores que exitem, também li quando estava na escola, mas obrigada, e quando a gente faz leitura obrigada, não dá certo, né? rs Eu gosto de ler, mas pegando firme mesmo foi depois que entrei na faculdade, e agora não quero mais parar rsrs

    Bjs

    Curtir

  15. Olá… tudo bem???
    Bom eu lia clássico quando era mais nova… mas era mais por obrigação escolar… na verdade desde que me entendo por gente… eu adoro ler… lia muito gibis, mas se existe um livro que me levou a paixão por literatura… sem dúvida foi A Moreninha… eu amei tanto o livro que o li… criei uma história em cima dele… fiz uma peça teatral…. e ainda apresentamos na praça da cidade (cidade pequena) foi maravilhoso, a partir daí não parei mais… Adorei sua introdução a leitura e se pararmos para pensar… os clássicos… serviram de incentivo para a maioria das pessoas… Xero!

    Curtido por 1 pessoa

  16. Olá! Que legal que você se apegou a um autor assim. Eu me apaixonei por Érico Veríssimo ainda quando bem novinha e depois fui para os clássicos brasileiros um atrás do outro, mas hoje tenho muitos autores que amo, mas o Érico vai ficar sempre no meu coração pela forma como ele escreve. Nunca li Jorge Amado, mas lógico que as obras televisivas dele eu asisti!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    http://www.amigasemulheres.com

    Curtir

  17. Nana, eu não tenho nenhum momento marcante como esse 😦

    Eu sempre gostei de ler, principalmente porque eu fui colocada uma série acima e via todo mundo da minha aula aprendendo a ler e escrever, menos eu. Eu simplesmente não conseguia acompanhar a turma, então quando finalmente eu consegui ler alguma coisa eu nunca mais parei. Mas o primeiro livro que eu li foi da Eva Furnari, Não Confunda. Até hoje lembro de algumas passagens de cabeça 🙂

    http://www.ummetroemeiodelivros.com

    Curtido por 1 pessoa

  18. Nossa essa sua pergunta é um pouco difícil pois desde que me recordo por gente gosto de ler. Assim que aprendi a ler já me encantei pelos livros. Contos de fadas…e afins. Mas acho que o que mais me marcou foi O Cachorrinho Samba que li com seus anos e foi o primeiro livro que me emocionou e que ganhei do meu pai….É uma história linda de um cachorrinho que se perde da sua família e tem altas aventuras para escapar da carrocinha e acaba indo parar em uma fazenda. Mas ele se sente muito triste com saudade da sua casa e dos seus donos. Gente você me deu uma ideia vou resenhar esse livro. Eu o li várias e várias vezes quando era criança e hoje já com quase trinta anos nas costas…. Eu ainda o tenho guardado e o acho incrível.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s